Yara Flor, nova Mulher-Maravilha dos quadrinhos, é brasileira

Personagem faz parte de anúncio de próximo grande evento da DC. Tribo de amazonas no Brasil foi apresentada em 'Wonder Woman Annual #4'.

Por G1 Pop & Arte 16/10/2020 - 07:40 hs

Yara Flor, nova Mulher-Maravilha dos quadrinhos, é brasileira
Yara Flor é a nova Mulher-Maravilha nos quadrinhos — Foto: Divulgação/DC

A editora de quadrinhos DC anunciou nesta quinta-feira (15) que vai apresentar uma nova Mulher-Maravilha, a brasileira Yara Flor.

"Ela é do Brasil, mas é uma imigrante nos Estados Unidos. Também tem esse elemento na história dela", afirmou o editor do grupo de Superman, Jamie S. Rich, ao site IGN.

"Apesar da gente ver ela atualmente ativa como a Mulher-Maravilha, eventualmente vamos descobrir sua origem - parcialmente com ela entendendo o que isso significa, de onde ela é, por que ela é isso, como ela se relaciona com Diana e com as outras amazonas."

De acordo com Rich, Yara vai ser o oposto da heroína original, Diana Prince.

"Diana Prince é uma deusa, então ela sempre está um pouco acima de nós. Esta é uma chance de meio que voltar a uma das raízes antigas da Mulher-Maravilha, na qual Diana tentava ser uma humana e aprender como ser humana. Agora vamos na direção oposta - como uma humana aprende a ser uma deusa?"

Em uma publicação de agosto da Mulher-Maravilha original, "Wonder Woman Annual #4", uma nova tribo de amazonas foi descoberta no Brasil.

'Future State'

Yara vai fazer parte do próximo grande evento da editora nos quadrinhos. "Future State" começa em janeiro de 2021 nos gibis da DC e deve durar dois meses, misturando personagens clássicos e novos.

Com isso, a maior parte das séries regulares de HQs vai ser substituída por edições especiais focadas no evento. Entre elas está "Future State: Wonder Woman", que vai ter Yara como protagonista.

Mesmo assim, a Mulher-Maravilha original, Diana Prince, continuará existindo em outras publicações.

https://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2020/10/15/yara-flor-nova-mulher-maravilha-dos-quadrinhos-e-da-amazonia.ghtml