Auxílio Emergencial do Estado atenderá 100 mil famílias

O governador Reinaldo Azambuja sancionou a lei que cria o projeto nesta segunda-feira (05)

Por Thais Libni/Correio do Estado 06/04/2021 - 06:53 hs

Auxílio Emergencial do Estado atenderá 100 mil famílias
Foto: Divulgação

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) assinou nesta segunda-feira (05) a lei que cria o programa "Mais Social" que concederá um benefício de R$ 200,00 mensais a 100 mil famílias de baixa renda de Mato Grosso do  Sul.

Disponibilizado por meio de um cartão exclusivo para a realização de compras, o auxílio é intransferível.  

“Alegria poder disponibilizar este programa que vai atender 100 mil famílias, pessoas que estão em situação mais vulnerável em Mato Grosso do Sul. Elas vão receber um cartão para fazerem as compras de alimentos e materiais de higiene pessoal no comércio local”, afirmou o governador, durante a assinatura da lei, no seu gabinete.

De acordo com o governador a iniciativa se trata de um programa permanente, que vai prosseguir depois da pandemia do coronavírus em Mato Grosso do Sul. 

“Em tempos de pandemia, este programa é extremamente relevante para diminuir o sofrimento destas famílias”.

A proposta foi apresentada na semana passada pelo governador e aprovada na Assembleia Legislativa na última quarta-feira (31). 

“A partir desta publicação, nós vamos fazer o cadastro destas famílias, entregar o cartão, para que elas tenham acesso as compras e melhorar sua qualidade de vida”, ressaltou o governador.

Programa

O Programa "Mais Social" do Governo do Estado, gerido pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos Assistência Social e Trabalho (Sedhast), contará com equipes nos 79 municípios de MS buscando por famílias que se enquadrem nos critérios de recebimento do benefício concedido pelo programa.  

A cobertura estimada do programa social é de R$ 182 milhões por ano.

O programa  oferece um cartão exclusivo aos beneficiados no valor de R$ 200,00 por mês para compra de alimentos e produtos de higiene pessoal. Estão proibidas a aquisição de bebidas alcoólicas e produtos à base de tabaco, sob pena de exclusão do beneficiário do programa.  

O novo programa vai ampliar a cobertura que já era feito pelo “Vale Renda”, que hoje atende 30 mil famílias, com o valor de R$ 180,00. As famílias que já eram beneficiadas serão transferidas gradativamente para o "Mais Social".

 

https://correiodoestado.com.br/cidades/auxilio-emergencial-do-estado-atendera-100-mil-familias/384286