Foragido do semiaberto apelidado de ‘Faustão’ é suspeito de estuprar 2 adolescentes e agredir bebê em MS

Suspeito deixou digitais no local do crime o que levou à polícia a sua identificação e apreender em sua residência vários objetos roubados da casa das vítimas, em Campo Grande.

Por G1 MS 10/09/2019 - 07:11 hs
Foto: DPCA/Divulgação

A Polícia Civil identificou como José Maria Rodrigues Pereira, de 41 anos, apelidado de “Faustão”, como o suspeito de estuprar duas irmãs, de 13 e 16 anos, além de agredir um bebê de um ano de idade - irmão das adolescentes, em uma casa no Jardim Colorado, em Campo Grande.

Também foram divulgadas pela polícia várias fotos do suspeito. Pereira é foragido do sistema aberto de Campo Grande, onde cumpria pena pelos crimes de furto, roubo e estupro. Sua condenação é de 1998.

Os crimes no Jardim Colorado ocorreram na quinta-feira passada (5). Segundo à polícia, o suspeito esperou a mãe das adolescentes e do bebê sair de casa para pular o muro e invadir o imóvel. Logo após trancar o portão, uma das meninas foi abordada por Pereira, já dentro da cozinha da residência.

A delegada da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Anne Karine Trevisan, disse que o suspeito foi muito violento.

"Ele usava facas para ameaçá-las, usou a corda de uma rede para amarrá-las, as agrediu fisicamente, estuprou a mais velha e obrigou a mais nova a filmar. Depois praticou atos libidinosos com a mais nova [o que caracteriza o estupro de vulnerável]. Ele também deu um tapa no rosto do bebê de 1 ano que estava chorando. Usou de bastante violência, esse é o modus operandi dele, os estupros que ele já responde têm essa característica na forma dele atuar", ressaltou a delegada.

Conforme Anne Karine, o homem invadiu a casa, rendeu as vítimas e em meio aos abusos e ameaças ainda comeu bolo e bebeu leite, espalhando suas digitais por toda a casa. Somente depois é que ele encontrou uma caixa de luvas cirúrgicas, da mãe das vítimas, que é técnica de enfermagem.

Depois de cometer o crime, à polícia diz que o homem deixou uma das adolescentes amarradas, roubou alguns objetos da casa, jogou a chave dentro do imóvel e mandou que elas contassem até 200. Aterrorizadas, as vítimas obedeceram. Contaram, depois se soltaram e conseguiram pedir ajuda.

Graças as digitais que deixou por toda a casa o suspeito foi identificado. Na manhã desta segunda-feira (9), policiais encontraram os objetos que haviam sido roubados na casa no suspeito no bairro Santo Eugênio.

No local, a polícia apreendeu um aparelho estetoscópico, um aparelho de pressão e um celular que haviam sido roubados da casa das vítimas. Os policiais também encontraram um boné do suspeito, com o apelido dele.

A delegada conta que estão sendo feitas várias diligências para tentar localizar o suspeito, que além de evadido do semiaberto, tem também prisão preventiva decreta pela Justiça já por esses crimes que cometeu no Jardim Colorado.

Por G1MS — Campo Grande