Empresário é autuado em quase R$ 4 mil após postar fotos de pescaria ilegal em redes sociais em MS

Homem de 41 anos exibia peixes das espécies Dourado e Piracanjuba. Ambas tem pesca proibida no estado.

Por G1 MS 07/11/2019 - 06:15 hs
Foto: PMA/Divulgação

Um empresário, de 41 anos, foi multado nesta quarta-feira (6) pela Polícia Militar Ambiental (PMA) de Mato Grosso do Sul, depois de exibir em redes sociais a captura de peixes que tem pesca proibida no estado.

De acordo com a PMA, na postagem em uma rede social, o homem afirmava ter capturado dois peixes da espécie Dourado e dois da espécie Piracanjuba, durante uma pesca ocorrida em Rio Brilhante, a 161 quilômetros de Campo Grande. Segundo a PMA, ambas as espécies estão com pesca proibida.

Uma equipe da polícia ambiental identificou o infrator como morador de Nova Andradina, também em Mato Grosso do Sul, e foi até a cidade do pescador nesta quarta-feira para aplicar a multa. Ele não negou a captura, mas afirmou que havia soltado os peixes. A pesca na modalidade "pesque-solte" não é proibida. Conforme a PMA, porém, pelas características no conjunto de fotos, ficava claro que os peixes estavam mortos.

O empresário foi autuado administrativamente e recebeu uma multa de R$ 3.891,00. Ele também responderá pelo crime ambiental de pesca predatória, com pena prevista de um a três anos de detenção.

Caso semelhante ocorreu em 2015

À época, um homem de 36 anos, morador de Dourados, a 214 km de Campo Grande, foi autuado por maus tratos após divulgar um vídeo no whatsapp dando pauladas em uma cobra sucuri em Mato Grosso do Sul. Nesse caso, a PMA também conseguiu localizar o autor do crime e o autuou por crime de maus-tratos a animais silvestres, com multa de R$ 1 mil.

Por João Pedro Godoy, G1MS