Polícia autua caçadores que publicaram imagens de animais abatidos em redes sociais

De acordo com a PMA de Dourados, um tatu, uma capivara e um javali foram abatidos. Os suspeitos foram multados em R$ 1.500,00 cada um, e responderão por crime ambiental.

Por G1 MS 08/11/2019 - 06:19 hs
Foto: PMA/Divulgação

Três homens foram autuados pela Polícia Militar Ambiental (PMA) após divulgarem fotos e vídeos de animais mortos em uma caçada em uma rede social. Uma capivara, um tatu-galinha e um javali foram abatidos em Dourados, na quarta-feira (6).

De acordo com a PMA após a denúncia os caçadores que são identificados no vídeo foram localizados, e confirmaram a autoria do crime, porém, disseram que não utilizaram arma de fogo.

Segundo a polícia, os suspeitos contaram que a caça ocorreu há cerca de duas semanas, no distrito de Macaúbas, em Dourados. Os caçadores, de 33, 35 e 54 anos, foram autuados administrativamente e multados em R$ 1.500,00 cada um.

Eles também responderão por crime ambiental de caça ilegal, com pena prevista de seis meses a um ano de detenção, aumentada de meio ano, devido o tatu-galinha que consta da lista de espécie em extinção.

Por G1MS — Campo Grande